Sol é a fonte de vitamina D para os seres vivos

    Desde os primeiros dias de bancos escolares, ainda no ensino fundamental, escutamos falar de que o sol é a fonte de vida para os seres vivos.

    Porém, nos dias atuais, o astro maior está fadado a sentar no banco dos réus.

    Assim, quase ninguém se atreve mais a sair de casa sem antes não tomar um verdadeiro banho de protetor solar. Mas, então, porquê o sol, que no passado não era visto como vilão?

    Pessoas mais reflexivas se perguntam:  por quê os índios,  pescadores e escravos no tempo do Brasil colonial não morriam de câncer de pele?

    Alguns apontam para as modificações climáticas que aconteceram na terra. Outros alegam que tudo não passa de mito e de jogadas comerciais.

    E, ainda tem os que  defendem que o problema do câncer de pele não esteja diretamente ligado à exposição solar, mas sim, de que o organismo humano está muito acidificado e assim, o mal vem de dentro do corpo para fora, e não de fora para dentro como muitos defendem.

    Não quero entrar no mérito da questão. Noutras postagens serão feitas análises das questões acima. Mas, o fato é que  a maioria dos seres humanos depende da exposição ao sol para satisfazer suas necessidades de vitamina D.

    Noni, mito e verdade desta fruta exótica da Ásia

    Esta vitamina é reconhecida como a “vitamina do sol”. A explicação científica é de que os fótons ultravioleta B solar são absorvidos pelo 7-dehidrocolesterol na pele. Assim, acontece  a sua transformação na pré-vitamina D3, que é convertida em vitamina D3.

    Ao cair na corrente sanguínea, a vitamina D3 é transportada  para o fígado, onde é convertida em 25-hidroxivitamina D ou calcidiol.

    Calcidiol (pró hormônio) circulante pode então ser convertido em 1,25-dihidroxivitamina D3 (calcitriol), a forma biologicamente ativa da vitamina D, seja nos rins ou por monocitos-macrófagos no sistema imune.

    Quando sintetizada por monócitos-macrófagos, o calcitriol age localmente como uma citocina, defendendo o organismo contra invasores microbianos.

    Após a etapa final convertendo no rim, o calcitriol é liberado para a circulação. Ligando-se a proteínas que se ligam a vitamina D (VDBP), uma proteína transportadora no plasma, o calcitriol é transportado para vários órgãos-alvo.

    Sol e a fonte de vitamina D

    Ao ser sintetizado nos rins, o calcitriol circula como no corpo como um hormônio, responsável pela regulação e concentração de cálcio e fosfato na corrente sanguínea.

    O cálcio e o fosfato são  responsáveis pelo crescimento saudável e remodelação do osso.  Nas crianças, a falta de vitamina D provoca o raquitismo  e osteomalácia em adultos Vitamina D e o cálcio, são importantes na prevenção de osteoporose nos idosos. 

    Além do mais, a deficiência de vitamina D entre as crianças pode impedir as crianças desaceleram  a formação  de massa óssea geneticamente programados.

    Curso de Homeopatia

    Desta forma, não se discute a importância do sol para a vida humana. Mas, como precaução, os especialistas aconselham que a exposição do corpo aos raios solares acontecem com moderação.

    Assim, tomar  banho de sol com segurança, seria antes das 9h, e após às 15h, período em que os raios incidem com menos força. Fora destes horários, é aconselhável a proteção natural, através de roupas, hidratação constante com água.